Alckmin reafirma compromissos com o crescimento do Brasil em SC

Florianópolis/SC, 13/05/2018 – Segurança pública, reformas previdenciária e tributária e voluntariado foram os principais temas tratados pelo pré-candidato do PSDB à Presidência da República Geraldo Alckmin em Joinviille, Chapecó e Florianópolis. O ex-governador de São Paulo passou dois dias em Santa Catarina em roteiro que incluiu três regiões do Estado.

Acompanhado do pré-candidato ao governo do Estado, o Senador Paulo Bauer, do Presidente estadual do PSDB, do deputado estadual Marcos Vieira e demais autoridades tucanas, Alckmin iniciou a manhã da última terça-feira visitando a corporação dos Bombeiros Voluntários de Joinville. Alckmin elogiou o trabalho voluntário da corporação, que, aos 125 anos de existência, é referência nacional e internacional e fez uma afirmação “o que o povo faz com qualidade o governo não deve interferir”.

Depois, o pré-candidato foi recebido na Associação Empresarial de Joinville (ACIJ) por lideranças empresariais e entidades de classe de Joinville e região. Lá Paulo Bauer apontou uma Santa Catarina em números e a pujança das empresas do Norte e Nordeste do Estado.” Não tem uma família brasileira que ainda não tenha utilizado ou consumido um produto produzido pela indústria de Santa Catarina”, disse o senador, ressaltando que mais que produzir os catarinenses querem ter economia estável e geração de empregos.

Para os empresários, Alckmin mostrou os números da redução da violência em São Paulo. Em 2001 eram 13.113 homicídios por ano e no ano passado este número já havia caído para 3.503 e neste ano deve cair ainda mais. Ouviu o empresariado e suas angústias e disse que tem poucas promessas para a sua candidatura, pois todas foram colocadas em prática no governo de São Paulo, tanto na questão de educação, reforma previdenciária e tributária.

A manhã terminou com uma coletiva de imprensa e um almoço por adesão no Restaurante Rudnick, no Distrito de Pirabeiraba. Alckmin foi contundente ao dizer que o país tem muito que avançar citou os casos de gestão pública com Organizações Socais em hospitais. Ressaltando que neste caso o público não é estatal e gera menos ônus para o Estado. Fez questão de frisar quer e vai contar com Paulo Bauer como candidato ao governo do Estado. “O Paulo quando legislador e executivo já mostraram a sua competência e o Brasil que eu quero governar passa por Paulo Bauer Governador do Estado de Santa Catarina”, frisou Alckmin.

Ainda na tarde de terça-feira, Alckmin foi até o Oeste do Estado, onde foi o primeiro pré-candidato a receber as demandas da região no Centro Empresarial de Chapecó. “Por estar pronto para governar o país, o ex-governador demonstrou já ter conhecimento dos anseios do Oeste. Ele sabe da urgência por uma ligação ferroviária entre a região e o litoral e a duplicação da BR-282”, comentou Bauer. Para Alckmin, a força do oeste catarinense é um exemplo para o Brasil. Ele deixou claro isso ao elogiar o sistema corporativista das agroindústrias locais.

No dia seguinte, em Florianópolis, Alckmin participou do Congresso de Prefeitos, organizado pela Federação Catarinense de Municípios (Fecam). “Novamente, ele foi muito bem. Expôs suas ideias para fazer o Brasil retomar o caminho do crescimento. Alckmin defende que, logo no primeiro ano de mandato, é necessário fazer as reformas tributária, política e previdenciária”, comentou o senador Paulo Bauer. Ficou claro que o ex-governador paulista defende um ajuste fiscal urgente, simplificando a cobrança de impostos e fazer a economia sair da estagnação, provocando o crescimento do Brasil.

Mais tarde, ele participou do almoço organizado pelo Lide. Lá Alckmin voltou a reafirmar seu compromisso com a reforma previdenciária. A meta dele é utilizar o modelo que implantou em São Paulo, em 2011, com a utilização de dois regimes, um privado e outro público. “Todos que acompanharam essa passagem dele por Santa Catarina estão convencidos de que Geraldo Alckmin é a melhor solução para o país”, avaliou Bauer.

(Reginaldo Jorge e Alessandro Bonassoli, da Assessoria de Comunicação)